202211.03
0

Crises demandam planejamento. Como está o seu?

in Artigos

A chegada da pandemia do coronavírus mostrou que a maior parte das pessoas e empresas não estavam organizadas para enfrentar crises. Muitos adotaram medidas exitosas, outros nem tanto, porém, fato é que todos teremos que enfrentar estes momentos, resta saber se você ou a sua empresa vão superá-los de forma positiva.

Chamamos a atenção para o assunto, pois crises, na maioria das vezes, são imprevisíveis e existem diversas possibilidades de sermos atingidos.

Podemos sofrer com consequências da própria pandemia ou então de guerras internacionais e até mesmo com a instabilidade política nacional, sem esquecer das crises internas, familiares ou empresariais.

A precaução se destaca entre os cuidados recomendados. Além disso, a reserva econômica e a reestruturação das despesas também se revelam como importantes ferramentas para enfrentar tais situações.

A advocacia consultiva e preventiva revela seus frutos nessas épocas

Percebendo que momentos críticos acompanham o passar do tempo, a advocacia vem fortalecendo a sua atuação no âmbito consultivo e preventivo. O que se mostrava uma prática pouco adotada, cada vez mais ganha ênfase por demonstrar seus bons resultados em momentos de normalidade e, sobretudo, em épocas de crise.

Praticar a advocacia consultiva com o viés de prevenção é exercer o papel de gerência de riscos, buscando afastar impactos negativos, ou então diminuir aqueles que são inevitáveis.

Ao adotar a prática preventiva é necessário estabelecer um olhar crítico interno e externo a partir de pontos que merecem reparos ou que então podem ser otimizados.

A advocacia preventiva poderá, por exemplo, demonstrar que a prática contratual com seus funcionários não está devidamente adequada à legislação e que, portanto, um passivo futuro é previsto caso nenhuma alteração seja feita.

Outro exemplo que impacta não só os negócios mas também o seu CPF é o planejamento tributário. É através da prevenção que se evitarão passivos ficais, ou melhor ainda, se identificará uma oportunidade de redução de alíquota e até mesmo a devolução de tributos pagos a maior.

Não cabe mais a imagem de que a advocacia é simples solucionadora de conflitos

Por meio da atuação consultiva, a advocacia mostra-se muito dinâmica, o que é necessário, afinal o êxito no resultado depende da multidisciplinaridade do profissional, que deverá dominar não somente as habilidades jurídicas mas também aquelas que afetam o seu cliente.

Se o cliente é pessoa física e possui diversos imóveis, é necessário conhecer as peculiaridades do mercado imobiliário para garantir um efetivo planejamento patrimonial, por exemplo.

Já para uma empresa cuja atuação envolva elevado volume de contratos de prestação de serviços e de importação e exportação de mercadoras, é necessário que o profissional domine não só a gestão contratual e aspectos fiscais como também práticas aduaneiras indispensáveis a essa empresa.

Ou seja, o jurídico, de forma inteligente e bem estruturado atuando de modo preventivo e consultivo será seu aliado que proporcionará segurança e, também, resultados positivos.

A ZNA está à disposição para auxiliar você a prevenir riscos e otimizar seus resultados.

Gustavo Tonet Fagundes
Advogado ZNA